O dente de leão.

julho 5, 2009

Às vezes convém minha cabeça ficar inundada de chuva. De gotas pesadas que caem com força, cada estalo acordando com feroz selvageria os pensamentos mais profundos e reclusos da psique humana. Só então acostumo-me com a idéia de que sou só um animal, tão reles e mortal quanto um cachorro, um pássaro ou um leão.