O Vestido

fevereiro 11, 2008

O vestido da moça era desse,

Deslumbrantes.

Que quando passa balançando da vontade de agarrar.

Agarrar ali mesmo, no ar.

Mas, melhor que o vestido, era a pele da moça.

Pele morena, de carnaval. Pele de folia e pele  pra

Encostar a cabeça e cochilar.

Além da pele, o olhar sonhador de jovem bonita.

Aquele olhar que a gente identificia e dá créditos.

Olhar que nos puxa pra dentro, nos atropela e faz

Com que a gente pergunte:

– Que lugar é esse?

Lugar onde a gente se perde facinho, facinho;

Pra se achar em lábios doces como caju.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: